• RODA DO MÊS

    Data: 04/11/2017 (Sábado)
    Horário: 15:30 as 17:00
    End: Av. Pres. Kennedy 1313
    Local: Academia Dynâmika

    Dúvidas?

    Entre em contato conosco pelos telefones:
    (41) 3014-9935 (Academia Dynâmika)
    (41) 99918-0679 (Professor Kaveira/Hairton)
    (41) 99990-1353 (Professor Boolha/Ronan)

Besouro Mangangá

Escrito por Ronan Boolha Ligado . Publicado em HISTÓRIAS

 

A história da capoeira e dos grandes capoeiristas até hoje é lembrada nas cantigas que narram suas façanhas e na imaginação popular. Por volta de 1920 em salvador o chefe de policia Pedrito de Azevedo, perseguiu não só as rodas de capoeira, mas também o samba e o candomblé.

Nessa mesma época surge em Santo Amaro, Besouro Mangangá, que foi um dos maiores capoeirista da Bahia, um dos mais admirados e citados em canções nas rodas de capoeira até hoje. Nascido em 1897, era filho de João Grosso e Maria Haifa, chamava-se MANOEL HENRIQUE. Aprendeu Capoeira com o “escravo” chamado Alípio. Teve seu apelido de besouro pelo fato de ter tantos inimigos em uma só batalha que pela dificuldade de vencê-los se transformava em um besouro e saia voando.

Mesmo com a escravidão abolida, os negros continuavam a serem tratados como escravos e a capoeira é reprimida e posta no código penal. Besouro era exímio capoeira e faquista perigoso. Tinha o "corpo fechado" e não gostava de polícia. Em 1924, empregou-se de vaqueiro na fazenda de um senhor conhecido pelo nome de Dr. Zeca. Este fazendeiro tinha um filho que teve uma discussão com Besouro, seu pai temendo por sua morte, mandou Besouro se empregar em uma usina onde tinha um amigo administrador. Mandou então uma carta para ele, pelo próprio Besouro que não sabia ler. Esta carta pedia que dessem fim nele por lá mesmo.
O administrador lendo a carta disse a Besouro, que esperasse a resposta até o dia seguinte. No dia seguinte foi buscar a resposta. Quando chegou foi cercado por vários homens os quais lhe atiraram, as balas nada lhe fizeram, mas um homem o feriu pelas costas com uma faca de tucum (ou ticum). Mesmo possuindo o “corpo fechado” a traição o matou e com 27 anos de idade o mundo e a capoeira dão adeus ao corpo de besouro, porque com certeza sua energia esta em todas as rodas de capoeira do mundo.

“Besouro preto, besouro de mangangá, besouro cordão de ouro, capoeirista malicioso e com anciã de liberdade mesmo vivendo pouco deixou seu nome na história por lutar pela capoeira, lutar pela liberdade e pelo bem da população pobre e escrava. Besouro, Manduca da praia, Madame satã, são algumas figuras da capoeira que deram força, magia e importância a cultura negra e a capoeira. A capoeira era tão discriminada na época que  quem resistia e sempre lutava a favor  dela, deixou  seu nome na pregado na história, como defensor e amante da capoeira. Como somos nós capoeiristas que fazemos nossa história e a historia da capoeira temos nossa vida para deixar nosso nome na história! A historia como a cultura é eterna e sempre será lembrada, então que as lembranças sejam boas e de muito valor!”

FONTE: Ronan Vergaças Seleme (Boolha)

 

Contato

Professor Kaveira (Hairton)

Tel:  +55 (41) 999 180 679 
Tel²: +55 (41) 3014-9935 (Academia. Dynâmika)
Email: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.


Professor Ronan (Boolha)

Tel: +55 (41) 999 901 353
Email:  O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.    


ENVIE SEU EMAIL CLIQUE AQUI!

Mapa da Academia Dynâmika